O Tor Pode Ser Usado Para Baixar Torrents?

O Tor permite navegação anônima na Internet, mas você pode usá-lo também para torrents? Aqui está o que você deve saber antes de tentar usar um cliente BitTorrent com o TOR.

O que é o Tor?

O Onion Router (TOR) foi originalmente desenvolvido para proteger as comunicações da Marinha dos EUA. Não muito depois, estava disponível para todos navegarem na Internet anonimamente. Agora é uma organização sem fins lucrativos dedicada à criação de ferramentas para a privacidade online.

Tal como acontece com um serviço VPN, a rede Tor direciona o seu tráfego de Internet através de computadores em outras partes do mundo. Mas, ao contrário dos serviços VPN, a rede é composta por computadores de voluntários em vez de servidores gerenciados.

Tor ganhou popularidade devido à sua facilidade de uso e privacidade. Os usuários podem simplesmente baixar um pacote contendo o navegador Tor e começar a navegar de forma privada.

O anonimato dessa ferramenta gratuita levou muitos usuários a usar o Tor para baixar torrents. Embora você possa configurar a rede Tor para trabalhar com um cliente BitTorrent, há vários motivos importantes para evitar isso.

A rede Tor é muito lenta

Como mencionamos, a rede Tor existe devid a voluntários. Computadores individuais chamados de nós (nodes) se conectam para criar a rede. Quando você usa o navegador Tor, o seu tráfego passa por vários desses nósantes de sair pela outra extremidade. Esse roteamento resulta em velocidades de Internet severamente limitadas.

A maioria dos usuários já acha difícil obter velocidades próximas das suas velocidades normais de download quando baixam arquivos torrent. Assim como na rede Tor, os clientes BitTorrent dependem de computadores individuais conectados em uma rede. Essas conexões peer-to-peer (P2P) costumam ser lentas.

A combinação da rede Tor e as limitações da rede P2P proporcionam velocidades de download dolorosamente lentas.

A rede Tor é usada para liberdade de expressão

Usando a rede Tor para torrents vai contra o objetivo atual da organização sem fins lucrativos. O Tor quer dar aos jornalistas e cidadãos acesso à liberdade de expressão em países com liberdade limitada.

Em algumas regiões, a rede Tor é a única maneira de jornalistas e ativistas compartilharem as suas histórias. Também fornece aos cidadãos uma forma de acessar informações fora do seu país.

A rede Tor já tem largura de banda limitada. Usando uma parte dessa largura de banda para torrents tira daqueles que realmente precisam.

A rede Tor não é um proxy seguro

Para usar um cliente BitTorrent através da rede Tor, você precisa configurar o cliente para usar o Tor como proxy. Infelizmente, a maioria das pessoas não configura isso corretamente, deixando os seus endereços IP expostos.

O problema ocorre quando os usuários não conseguem rotear a conexão P2P através da rede Tor. Sem a configuração correta, o Tor fornece apenas uma conexão anônima ao rastreador de torrent. A conexão P2P permanece pública.

Usuário com atividade p2p exposta

Outro detalhe muito importante é que a maioria dos clientes de BitTorrent depende do DHT (Distributed Hash Table), que é essencial para que os links magnéticos funcionem corretamente. A questão aqui é que o DHT depende do protocolo UDP e o Tor não suporta o UDP. Ao tentar baixar um torrent de um rastreador que depende de conexões UDP, as suas configurações de proxy não funcionarão. A conexão P2P ainda é visível para olhares indiscretos, como o seu provedor de serviços de Internet.

O que você deve usar em vez da rede Tor?

O Tor não é a única maneira de permanecer anônimo quando baixa torrents. Depois dessa discussão, é fácil ver que é uma das formas menos eficazes.

Considere usar uma VPN.

Quando conectado a uma rede privada virtual (VPN), todo o seu tráfego viaja através de servidores seguros (gerenciados pelo serviço VPN) em vez de uma rede de computadores individuais.

Assim como na rede Tor, o seu endereço IP fica oculto. Ele aparece como o endereço IP do servidor VPN ao qual você se conecta. No entanto, as VPNs oferecem maior segurança, privacidade e velocidade em comparação com o Tor.

Você pode usar o protocolo UDP com VPNs e garantir que todas as conexões, incluindo P2P, permaneçam ocultas. Os outros “peers” no enxame e qualquer outra entidade tentando monitorar apenas vê o endereço IP do servidor VPN em vez do seu verdadeiro endereço IP.

Outra vantagem é que a VPN criptografa o tráfego em ambos os sentidos. As solicitações feitas são criptografadas e, em seguida, descriptografadas na outra extremidade. Quando você faz o download de conteúdo ou navega na Internet, os dados são criptografados, encaminhados para o computador e, em seguida, descriptografados.

Essas etapas mantêm você anônimo durante o uso de torrents. Além disso, no caso de você perder a conexão com o servidor VPN, muitos provedores de VPN também incluem um switch kill. Ele interrompe instantaneamente a sua conexão com a Internet antes que o seu endereço IP seja exposto.

Você também pode desfrutar de velocidades mais rápidas. Como esses serviços usam servidores dedicados projetados para rotear o tráfego, você pode obter velocidades mais próximas de suas velocidades normais de download.

Conclusão

O ponto principal é que o Tor não protege a sua privacidade quando baixa torrents. Para além disso, atinge velocidades muito mais lentas. Se você deseja permanecer anônimo e não quer esperar uma semana para baixar um arquivo torrent, um serviço VPN é sua melhor opção.