O seu IP não está protegido: 54.163.39.19

Os perigos de uma VPN gratuita

VPN grátis é seguro?

Quando você se deparar com uma VPN que afirma ser gratuita, deve prestar muita atenção. Todo provedor de VPN tem despesas, manter esse tipo de software funcionando e atualizado custa dinheiro.

Quais são os custos de uma VPN?

Em primeiro lugar, os servidores são uma parte muito importante de uma VPN. Normalmente, cada provedor VPN tem vários servidores espalhados em diferentes países. E manter esses servidores em execução é necessário, e definitivamente não é barato. Existem algumas despesas relacionadas com os servidores, como a largura de banda e a velocidade. Quanto mais capacidade eles possuem, mais caros eles são.

Também é caro construir e continuar desenvolvendo o próprio software da VPN. E claro, é necessário contratar especialistas em segurança porque criptografia não é uma questão simples. Certamente, esses profissionais vão cobrar pelos seus serviços.

Você deve considerar o que o provedor está ganhando com esse serviço, porque eles definitivamente estão tendo despesas. Uma coisa é certa, eles receberão esse dinheiro de volta, eles não estão fazendo caridade.

Como uma VPN grátis pode lucrar?

Há várias maneiras como esses serviços podem recuperar o dinheiro que investiram. Eles podem estar ganhando dinheiro com publicidade, vendendo dados dos usuários a anunciantes. Dessa forma, agências publicitárias sabem exatamente quais anúncios mostrar, de acordo com suas preferências (marketing comportamental). Também acontece que essas VPNs gratuitas por vezes vendem os registros de atividade de seus usuários para entidades de monitoramento. Além disso, um provedor VPN gratuito pode até ser um hacker tentando obter os seus dados pessoais.

Mas vamos analisar uma VPN gratuita de verdade, que não vende os seus dados. Mesmo nesse caso, o que é raro, esse provedor terá sérias limitações, como:

  • guarda atividades de registro
  • limita a sua largura de banda,
  • não permite o compartilhamento de torrents
  • velocidades extremamente baixas
  • baixo nível de proteção
  • quantidade de servidores muito limitada

A situação mais comum é que um “provedor VPN gratuito” também possui uma versão paga, uma versão premium. Como você pode imaginar, o objetivo principal é tentar fazer você assinar essa versão paga. Vamos dar uma olhada em seu método de obter novos clientes pagantes. Esse é o cenário mais comum:

Subscreva a nossa versão premium e não vamos mais manter seus registros de atividade

Em outras palavras, essa é uma versão de teste, mas com limitações. Não consideramos esses testes gratuitos seguros e honestos, porque eles podem manter a sua atividade durante esse teste. Além disso, eles anunciam-se como um serviço gratuito, e o único objetivo é que você atualize para uma versão paga.

Recomendamos que você escolha um serviço 100% honesto com você desde o início. Uma VPN não é cara e, se você tiver um orçamento baixo, há opções muito baratas de provedores de qualidade, como o PureVPN. Recentemente, escrevemos uma publicação no nosso blog onde selecionamos as VPNs mais baratas para o BitTorrent, dê uma olhada.

Conclusão

Se você quer um teste gratuito, não opte por aqueles que oferecem uma versão grátis do seu software com limitações que podem arriscar sua privacidade. Os melhores provedores de VPN têm uma garantia de devolução do dinheiro, sem perguntar porque você está desistindo. Você pode testar por alguns dias, uma semana, até um mês, dependendo do provedor.

Em vez de ter limitações, você verá exatamente como essa VPN funciona e vai ter uma avaliação segura do produto. No final, é o mesmo que um teste gratuito porque você pode recuperar seu dinheiro. Isso pode evitar algumas dores de cabeça graves. Então, faça sua pesquisa, leia avaliações, compare os diferentes provedores e decida qual deles é o melhor para você.