O que é P2P?

Nas últimas décadas, o compartilhamento peer to peer (P2P), em português ponto a ponto, ou par a par, explodiu em popularidade e agora está sendo usado por milhões de pessoas em todo o mundo. Em vez de obter os seus arquivos de servidores centralizados, este sistema permite que você baixe diretamente pacotes de dados de outros usuários.

Embora existam alguns riscos associados a esse tipo de sistema, é a opção preferida de compartilhamento de arquivos para muitas pessoas. Também é extremamente popular entre os que baixam conteúdo pirateado, bem como usuários que vivem em países que possuem regras estritas sobre o uso da Internet.

Basicamente, o compartilhamento de arquivos ponto a ponto é uma ferramenta de transferência de dados e pode ser usado para uma ampla variedade de propósitos. Se você não está mais interessado em baixar os seus arquivos de servidores centrais de empresas desconhecidas, o P2P pode ser uma excelente opção para você.

Aqui está uma análise mais detalhada de como exatamente essa tecnologia funciona, alguns dor seus benefícios e algumas etapas que você pode executar para se proteger durante o download de arquivos.

Noções básicas de P2P

Muitas pessoas ficam surpresas ao saber que a Internet foi realmente fundada através de P2P. Um homem chamado Timothy Berners-Lee foi um dos pais fundadores da World Wide Web, e a sua visão para a Internet era essencialmente uma rede de compartilhamento de arquivos ponto a ponto em larga escala.

Após algumas décadas de desenvolvimento, o P2P explodiu em popularidade quando os usuários da Internet começaram a compartilhar arquivos em plataformas como o Napster. Embora a pirataria seja uma das principais forças por trás do P2P, essa não é a única razão pela qual muitas pessoas preferem esse tipo de sistema de transferência de arquivos. 

Quando você envia um arquivo como anexo de email ou envia uma imagem para alguém, basicamente está envolvido no compartilhamento de arquivos ponto a ponto. Dito isto, agora existem plataformas enormes que foram projetadas especificamente para P2P em larga escala. Um exemplo disso são os programas BitTorrent, software que oferece aos usuários a capacidade de encontrar, baixar e compartilhar arquivos com inúmeras pessoas de todo o mundo.

Como o compartilhamento de arquivos P2P funciona?

Embora o conceito geral de ponto a ponto possa parecer complexo, esse processo é bastante fácil para a maioria dos usuários. Depois de baixar o BitTorrent ou outro cliente de torrents, você poderá procurar praticamente qualquer tipo de arquivo imaginável. Esse tipo de pesquisa geralmente é realizado em sites de torrent, mas alguns clientes possuem mecanismos de pesquisa integrados.

Depois que o arquivo for encontrado, o seu cliente se conectará ao cliente de outro usuário e começará a baixar os dados. Nesse ponto, o seu cliente é considerado a “sanguessuga” porque você está extraindo dados da outra parte sem devolver nada. A outra parte é a “semente” porque eles estão enviando o arquivo base.

Baixando um arquivo de vários pares

Se mais de um usuário tiver o arquivo solicitado, você o baixará automaticamente de várias partes ao mesmo tempo. Infelizmente, alguns torrents são baixados com mais frequência do que semeados, e isso pode resultar em baixas velocidades de download. Como regra geral, os seus downloads são mais rápidos quando há mais semeadores de alta qualidade do que sanguessugas. A sua velocidade de Internet e o dispositivo que você está usando também terão um papel importante no processo de transferência de dados.

Este sistema tornou-se muito otimizado nos últimos anos, e essa é uma das razões pelas quais ganhou popularidade. Em vez de criar o seu próprio cliente personalizado e procurar usuários únicos, basta baixar um cliente torrent popular e começar o download imediatamente. Você também tem a opção de definir os seus limites de download e upload para compartilhar tanto quanto baixou. Isso não é exigido pela maioria dos clientes BitTorrent, mas geralmente é visto como uma boa prática com torrents.

Vantagens do compartilhamento ponto a ponto

Há muitas razões diferentes pelas quais você pode preferir o P2P ao modelo de cliente/servidor ao fazer o download de certos tipos de arquivos. Quando um usuário carrega uma página na Internet ou baixa um arquivo, ele quase sempre trabalha na estrutura cliente/servidor.

Assim que clica em um link, o dispositivo envia um ping para o servidor que contém os dados necessários. O servidor verifica a conexão e envia as informações solicitadas. Embora esse tipo de modelo funcione bem em algumas situações, pode ser altamente ineficiente. Se mais pessoas entrarem no servidor, as velocidades diminuirão. Com uma rede P2P, as velocidades ficam mais rápidas à medida que mais usuários compartilham arquivos

Outro motivo pelo qual você pode querer usar uma rede ponto a ponto é porque não tem certeza de quem está por trás de cada um desses servidores. Muitos servidores pertencem ou são monitorados por grandes organizações, e esses grupos podem coletar informações sobre os usuários ou impedir o acesso a certos tipos de arquivos. O compartilhamento ponto a ponto não é completamente infalível, mas o risco de ser rastreado ou explorado é muito menor.

Protegendo-se ao usar P2P

Infelizmente, sempre que você utilizar os serviços de um provedor de serviços de Internet, estará concordando com todos os termos deles. Na maioria dos casos, essas empresas têm cláusulas nos seus contratos que permitem coletar ou restringir dados. Mesmo se você estiver baixando torrents em um cliente seguro, o seu provedor ainda pode bloquear os arquivos ou até encaminhar suas informações para várias agências policiais.

A maneira mais fácil e eficaz de evitar esses problemas é usar uma Rede Privada Virtual (VPN). Muitas pessoas estão usando VPNs simplesmente porque não desejam que inúmeras partes controlem os seus hábitos de uso da Internet ou coletem dados particulares. 

Uma VPN é uma ferramenta que permite criar uma conexão segura entre o seu dispositivo e um cliente externo. Esse cliente pode ser um servidor do outro lado do mundo ou outro computador ao qual você tem acesso. Depois que a conexão for estabelecida, os seus hábitos de navegação protegidos de agências de monitoramento e de provedores. A sua conexão também terá uma camada adicional de proteção contra cibercriminosos que tentam roubar os seus dados.

Ao procurar uma VPN, você deve sempre um provedor que tenha uma excelente reputação e não compartilhe informações particulares com terceiros. Também é uma boa ideia usar uma VPN que limpe regularmente os dados do usuário ou ofereça a opção de fazer você mesmo quando quiser. Embora a maioria dos provedores de VPN sejam empresas respeitáveis, alguns vendem os dados dos seus usuários.

Estes são alguns provedores de VPN confiáveis que têm uma atitude amigável em relação ao torrents:

  • ExpressVPN
  • Interface Simples
  • Boa velocidade
  • NordVPN
  • Criptografia Eficaz
  • A Melhor Opção
  • Surfshark
  • Ferramentas Úteis
  • VPN Muito Barata

Iniciando sua jornada P2P

O compartilhamento ponto a ponto é uma tecnologia incrível que retira o poder das empresas centralizadas e o devolve aos usuários. É uma opção ideal para quem deseja ignorar servidores desconhecidos e para quem estiver interessado em compartilhar conteúdo restrito ou pirateado. Dito isto, os usuários devem sempre ter cuidado ao baixar ou fazer upload de arquivos de qualquer tipo.

O P2P tende a ser muito mais seguro do que confiar em servidores externos, mas nenhum sistema é completamente seguro. Você também deve baixar e usar um software VPN sempre que compartilhar conteúdo ou planejar se conectar a usuários particulares.