Vale a Pena Pagar por Uma VPN?

VPN, pagar ou não pagar? William Shakespeare fez essa pergunta em sua peça, Hamlet. Bem, poderia ter feito se ele tivesse escrito ela no presente, onde o mundo da Internet está de pernas para o ar.

Como já discutimos no passado, as VPNs são a sua primeira linha de defesa contra espiões da Internet, limitação do provedor de Internet e proteção de identidade. Em outras palavras, esse tipo de software luta contra a falta de liberdade para se movimentar na Internet sem ser vigiado. Naturalmente, uma das principais perguntas que recebemos de nossos leitores é se vale a pena pagar por uma VPN.

Qual é o problema de uma VPN grátis?

Pode haver alguns problemas ao usar uma VPN gratuita, alguns mais sérios do que outros. Esses são os principais:

Despesas

Tudo se resume ao fato de que não existe algo como “grátis”, nesse mundo tudo tem um preço. E alguém tem que pagar para manter os servidores da VPN funcionando. Obviamente, quanto maior o servidor, mais complexo é mantê-lo funcional. Até mesmo a manutenção das VPNs gratuitas é cara e contínua. Não se esqueça de que um software VPN deve ser mantido por equipes de analistas, técnicos e outros profissionais que precisam ser pagos pelos seus serviços.

Vendendo os seus dados privados

Agência de marketing vendendo seus dados pessoaisSem assinantes, a melhor maneira de obter lucro é através da publicidade. Os anúncios on-line geralmente serão direcionados para você devido as informações que o servidor coletou (sua atividade on-line). Vender as informações pessoais do usuário, como o histórico de navegação, é totalmente contra o que uma VPN deve fazer. É suposto torná-lo anônimo, e não coletar seus dados privados para vender para empresas de publicidade, para que eles saibam exatamente quais os anúncios que devem enviar para você.

Velocidade Baixa

E lembre-se de que quanto mais usuários usarem esses serviços gratuitos, mais competição pela largura de banda e mais lentas serão as suas conexões. Você terá limites muito reduzidos usando um serviço gratuito. Eles não podem fornecer uma boa quantidade de largura de banda, porque é caro.

Incerteza

Você nunca tem certeza sobre as empresas que estão detrás da sua VPN gratuita, o que torna as reclamações e apoio muito problemáticas. As políticas de privacidade nem sempre são transparentes e podem ocultar muitas táticas de coleta de informações.

Recursos extras de segurança

Não espere os benefícios completos da VPN com um serviço gratuito. Alguns dos recursos que consideramos obrigatórios em um software de VPN geralmente não são incluídos em um serviço grátis. Alguns exemplos são o kill switch e a proteção contra vazamento de DNS.

Uma VPN boa é cara?

Os preços podem variar drasticamente, mas normalmente estão entre cerca de 3 e 10 dólares por mês. Eles mudam de acordo com os recursos que você precisa ou de acordo com a duração do plano. Atualmente, existem provedores de VPN baratos que oferecem uma boa criptografia , um conjunto completo de recursos e não coletam nenhum dado da atividade do usuário. Além disso, as VPNs pagas geralmente são livres de anúncios, têm atendimento ao cliente e são mais confiáveis ​​do que as versões gratuitas. Outro aspeto importante é que a maioria das VPNs pagas tem largura de banda ilimitada. Isso elimina as preocupações de exceder qualquer limite de uso da Internet.

Cada empresa de VPN tem um conjunto diferente de preços e planos. É altamente provável que você encontre a assinatura perfeita para suas necessidades específicas. Procure por pacotes de VPN que oferecem descontos com assinaturas anuais para economizar dinheiro a longo prazo.

Certifique-se de comparar as ofertas antes de escolher uma, e procure por aqueles que não guardam registros de atividades dos seus assinantes. Isso garante seu anonimato enquanto usa os servidores da VPN. Muitas oferecem uma garantia de devolução do dinheiro, para que você possa pagar por um plano e testar o software. Se você não gosta e não quer continuar com o serviço que está testando, basta pedir o seu dinheiro de volta.

Conclusão

Existem muitas “VPNs gratuitas” por aí e, para alguns usuários desinformados, são aceitáveis. No entanto, esses serviços têm um preço. A conexão com a Internet é geralmente muito lenta e a largura de banda dessas VPNs é bastante reduzida.

Mas o pior desses “serviços gratuitos” é que você está sempre em risco de colocar as suas informações pessoais nas mãos de entidades que apenas querem obter lucro. E a quantidade de anúncios direcionados que obtemos quando usamos VPNs gratuitas é a prova disso. Nossas informações são vendidas para agências de marketing e, como elas vêem a nossa atividade na Internet, elas sabem quais anúncios nos enviar. Não é isso que uma VPN deve fazer! Na verdade é o oposto.

É melhor pagar alguns dólares por mês e ter paz de espírito com uma VPN que faz o que deve: Manter a sua atividade anônima e privada.